Igreja: o "espinho na carne" de Paulo







O tempo em que estive preso na igreja, com toda certeza um dos temas mais polêmicos nos debates da "escolinha dominical" sempre foi a questão sobre o Paulo estaria pedindo a Deus em oração que o livrasse insistentemente. O que seria "o espinho na carne"?

Muitas eram as conjecturas seria um problema de saúde, para ser mais exato, um problema relacionado a sua visão?

Muitos "chutavam" que poderia ser sua vida sexual, devido a ausência de registros bíblicos.
Poderia ser sua vida sentimental, matrimônio? Relacionamento com sexo oposto?

Afinal o que seria o tão debatido pelos teólogos e líderes religiosos cristão "espinho na carne"?? suplicado por Paulo repetidas vezes que lhe fosse retirado, a ponto do mesmo- Paulo- ouvir do próprio Deus em bom tom que a sua Graça(Deus) seria o suficiente, lhe bastaria para seguir o seu combate, a sua carreira de missionário.

Não obstante, hoje, apos conviver um longo período de instituição cristã, não tenho a menor dúvida possível, o "espinho na carne" em Paulo nada mais era que a própria Igreja, que acredito ja apresentava os meus problemas contemporâneos.

O Apóstolo missionário rapidamente percebeu os erros de percurso que a igreja ja estaria tomando naqueles tempos. E dessa forma suplicava a Deus que o libertasse daquele peso espiritual juntamente com todas as suas mazelas, apesar do pouco tempo a igreja que Jesus Cristo um dia desejou já apresentava seus primeiros sinais de fraqueza. Imediatamente São Paulo clamou que Deus o livrasse de seu "karma".

Sendo assim não tenho a menor dúvida que "o espinho na carne" que São Paulo tantas vezes clamou, suplicou a Deus que o livrasse era a igreja que ele havia fundado com tanto amor e perfeição, mas que rapidamente se transformara no que vemos hoje: um comércio.

Eis a Questão...Igreja: "o espinho na carne" de Paulo.