Fúria de Titãs e a Religiosidade Relacional






ZEUS: Preciso da sua ajuda Perseu.

PERSEU: O senhor é o grande Zeus. Não precisa da minha ajuda.

ZEUS: Uma grande calamidade se aproxima e irá afetar a todos nós, deuses e homens. Os humanos podem ter parado de orar por um bom motivo. Mas há conseqüências. Sem as orações os deuses perdem seu poder. Quando o poder nos deixa, toda nossa obra começa a se desfazer. Toda ela Perseu.
Se nosso poder diminuir muito mais, nós deuses viramos mortais, morreremos. Cronos se libertará e exterminará toda a humanidade. Será um caos Perseu.

PERSEU: O que devo fazer?

ZEUS: Precisamos de nossos filhos orando agora. Necessitamos de cada centelha de poder que as orações nos proporcionam. E talvez juntos podemos remediar. Conclame todos, homens e mulheres, à oração. Para que nós deuses, tenhamos sempre poder.

 
Obs. - Qualquer semelhança com a prática devocional e relacional de alguns grupos religiosos com Javé não é mera coincidência.


Fonte: Diálogo entre Zeus e Perseu. (Fúria de Titãs 2)    via    Amigos do Conexão