Reciclando 2012 para reinventar-se em 2013



Que 2013 traga de volta pra mim todos os sorrisos que me foram roubados em 2012 e que se for pra chorar que seja de alegria.

2012 foi um ano muito difícil , mas, houve também as compensações. Fiz muitas amizades. Redescobri-me. Comecei a resgatar pedaços de mim que ficaram perdidos durante anos. Durante um tempo sai do casulo e me tornei uma borboleta e por querer voar livremente me vi obrigada a pagar certo preço pra isso.

Experimentei e vivenciei as piores maldades que um ser humano pode fazer a outro. Descobri que pra ser feliz, muitas vezes, precisamos primeiro experimentar o lado mais amargo e infeliz da vida.

Amei mas, também odiei. Decepcionei e fui decepcionada. Fui amada e também odiada. Julguei e fui julgada e neste caso até sentenciada. Fui humilhada, pisada, apedrejada e ultrajada. Sofri e fiz sofrer. Tive sonhos e pesadelos. Ganhei e perdi. Sorri e chorei. E fiz sorrirem e chorarem. Admirada e detestada. Abandonei e fui abandonada. Perdoei e não fui perdoada.

Pedi a Deus perdão e creio que fui perdoada. Menti e fui verdadeira, sincera. Compreendi e não fui compreendida.

Descobri que podemos nos tornar o pior ser humano possível na adversidade e que as pessoas podem ser muito mais cruéis do que imaginamos.

Mas, descobri que o meu pior inimigo não é o que vive sob o mesmo teto que eu. Meu pior inimigo está dentro de mim mesmo, quando muitas vezes deixei que sentimentos ruins me sucumbissem, que os meus medos, minhas fraquezas, frustrações, culpas se tornassem maior do que realmente eram.

Recebi apoio, carinho e compreensão de pessoas que jamais imaginaria que fossem me dar. E quando achei que o chão se abrira e que cairia no mais profundo abismo Deus enviou anjos que me pegaram pelas mãos e me trouxeram de volta a vida

Descobri que para ser feliz temos que fazer escolhas e que independente de qual seja sofremos do mesmo jeito. Mas, a vida é assim ela é dura demais com as pessoas. E só são felizes aqueles que têm a coragem de enfrentar todas as conseqüências de uma escolha.

A sociedade é muita dura e machista com as mulheres, mas, to me lixando pra sociedade, pois, ela não paga minhas contas e não me traz a felicidade.

Sei que preciso confessar e pedir perdão porque por várias vezes num momento de puro egoísmo e fraqueza, pensei em tirar a minha própria vida.

Deus jamais me perdoaria por atentar contra a minha própria vida num mundo onde tantas pessoas já estão condenadas a morte, desejam ter a chance e oportunidade de viver.

É por isso que sempre digo:

Viver!
E não ter a vergonha
De ser feliz
Cantar e cantar e cantar
A beleza de ser
Um eterno aprendiz...
Ah meu Deus!
Eu sei, eu sei
Que a vida devia ser
Bem melhor e será
Mas isso não impede
Que eu repita
É bonita, é bonita
E é bonita...



Via e-mail: Mulher sofrida porém com esperança