Não foi o Deus Eterno!!!


NÃO FOI O DEUS ETERNO 
QUEM PROVOCOU A CALAMIDADE NA REGIÃO SERRANA 
DO RIO DE JANEIRO

Ao ler esta matéria em que o Pastor Jonathan (76 anos, fundador da Missão Antioquia, Ministério Vale da Benção e Visitação de Deus enfatiza o assunto, fiquei pensando em quantas pessoas ainda estão equivocadas sobre o assunto; Então resolvi compartilhar com amigos. Vejam:

“Com o coração consternado eu estava vendo a reportagem dos prejuízos e sofrimento causado pelas avalanches de lama, causadas pelo excesso de chuva nas cidades serranas do Rio de Janeiro. Sentia a dor da perda de pessoas queridas de tantos moradores dessa região.

E, então, fiquei mais assustado e mais triste ainda, com a declaração de um homem, aparentando uns 50 anos de idade. Na sua angústia, quase chorando, ele disse à repórter de uma das emissoras de televisão:

GASTEI 25 ANOS PARA CONSTRUIR TUDO ISTO, E AGORA DEUS LEVOU TUDO.

Confesso que queria gritar naquele momento: Não! Não foi o meu Deus quem causou essa barbárie. Não O culpem. Ele é um Deus de amor e bondade, e deseja o bem do ser humano, e não o mal.

Não demorou muito para surgir outra acusação terrível contra o Deus Único e Verdadeiro. Agora era uma senhora em lágrimas. Ela havia perdido tudo. Parentes seus haviam morrido na tragédia. Respondendo a uma pergunta de um repórter, ela disse: Perdi tudo, tudo. Mas o que posso fazer? Deus quis assim!

Como é possível pessoas pensarem coisas tão abomináveis do Deus revelado nas Escrituras Sagradas? Por que as pessoas pensam que tudo o que acontece na terra é causado por Deus?

Posso imaginar que a razão pode ser encontrada no fato de haver tão pouco esclarecimento nos púlpitos das igrejas cristãs sobre a natureza do Deus que é revelado na Bíblia. E, também, porque as pessoas não são ensinadas sobre o que a Bíblia Sagrada revela sobre a situação presente da terra e dos seus habitantes.

Quando lemos atentamente os textos bíblicos, tomamos conhecimento de coisas essenciais sobre estas duas questões. A Bíblia Sagrada diz que:

1. O ser humano foi criado à imagem e semelhança de Deus. O Senhor Deus colocou nossos primeiros pais no Jardim do Éden, um paraíso terrestre, onde não havia dor, morte, separação, pragas, vendavais, tempestades, nem qualquer outra destruição. Se o meu leitor ler os capítulos 2 e 3 de Gênesis, comprovará que isto é a verdade revelada na Bíblia.

2. Deus entregou o governo da terra aos primeiros pais. Eles foram revestidos de autoridade para governar a terra. Leia outra vez os capítulos 1 e 2 de Gênesis e certifique-se disso.

3. A glória de Deus cobria os primeiros habitantes da terra. Eles tinham acesso a Deus. Eles amavam a Deus e conversavam com Ele todos os dias, até que foram enganados pelo Destruidor. Satanás se fez passar de amigo, e corrompeu a mente e o coração deles. A iniqüidade entrou no coração deles e, a partir de então, a raça humana não deseja conviver com Deus. O capítulo 3 de Gênesis mostra isso com clareza.

4. À medida que a raça humana foi abandonando o Criador, foi ficando desprotegida, tornando-se alvo fácil do Destruidor. A terra foi se enchendo de corrupção, vícios, degradação, destruição. Os capítulos 4 a 11 de Gênesis mostram como a humanidade se corrompeu.

5. O globo terrestre ficou contaminado com a maldade humana. A cobiça, o orgulho humano, a ganância vem destruindo a terra. Vivemos em um período da história humana em que é quase impossível não saber que a terra não aguenta mais. Cientistas têm advertido que talvez seja tarde demais para alterar o curso da destruição que a humanidade tem provocado.

6. E, afinal, quem governa a terra? Certamente, não é o Deus Eterno. Lembremo-nos do registro no Evangelho de Lucas, capitulo 4, quando Jesus sofre várias tentações de Satanás. Em uma delas ele mostra a Jesus os reinos do mundo e o seu esplendor, e lhe diz: Eu te darei toda a autoridade sobre eles e todo o seu esplendor, porque me foram dados e posso dá-lôs a quem eu quiser. Então, se me adorares, tudo será teu.

Posteriormente, Jesus disse que Satanás é o príncipe deste mundo. Por outro lado, os cristãos do mundo todo, repetem sempre a oração que Jesus ensinou.

Nessa oração, pedimos Venha o teu Reino; seja feita a tua vontade na terra como ela é feita no céu.

Mas, como acontece tantas vezes, repetimos a oração sem pensar no seu significado. Nosso pedido – “Venha o Teu Reino”- é porque o Reino de Deus ainda não está governando a terra. “Seja feita a tua vontade na terra como ela é feita no céu”, porque a vontade de Deus não é ainda feita na terra.

Sim, um dia o Reino de Deus governará a terra. Quando Jesus voltar, vencer definitivamente Satanás e governar a terra, então, a vontade de Deus será feita na terra, como é feita no céu.

Até lá, a humanidade, e o príncipe da humanidade, continuarão provocando todo tipo de catástrofes em toda a terra. Como as avalanches de lama que desceram dos morros e a enchente inexplicável daquele rio, que corta aquela região tão devastada”.

É isso!